By Sexta-feira, Fevereiro 2, 2018 0 Sem tag Link 1

E agora? Viril, é o que pretendo ser em 2018. Mulher de verdade no sentido mais sui generis que me cabe. Serei segura quanto à minha posição. Nunca responderei “Tu é que sabes” diante de opções a mim apresentadas. Aliás, as apresentarei. Sempre iniciarei uma conversa com “é lá”, jamais “hum”. Chega de reprimir desapontamentos, emoções. Amarei mais… mais e mais… Apreciarei os detalhes de cada esquina, queda de água, oceano e, principalmente, pessoas… agradecerei cada detalhe na vida… Distribuirei mais abraços e beijos sem esperar nada em troca… Continuarei com alguns hábitos antigos, como degustar um bom chá preto, viril na sua negritude, e ler um bom livro direto, pois eu gosto… … vou olhar no espelho e continuar a gostar mais e mais de mim…. E sorrir muito… …e vou continuar a ajudar pessoas… pois isso sai me natural, de dentro… ..vou estar alinhada com os meus valores e objetivos, e a tendência é obter resultados melhores do que esperávamos, porque quem está a nossa volta sente e vê essa energia e, de alguma forma, a engenharia do destino faz a sua mágica e é quando as oportunidades aparecem. Não é sorte! É aproveitar as oportunidades que crio para atingir o MEU objetivo. Vou desenvolver a visão periférica para que possa aproveitar todas as oportunidades ao invés de querer controlar todos os meios ou me focar muito no futuro e passar despercebida por muitas oportunidades por não as observar porque só olho lá na frente… semeio a resiliência… e dou valor ao tempo… APROVEITO O PRESENTE! É nele que crio e realizo os meus sonhos e objetivos. Dou muita importância às pessoas e às suas histórias. É uma forma de conhecer outros pontos de vistas, realidades e até se sentir mais inspirada. Então, usando uma das frases mais viris brasileira “lhe dou as boas vindas, 2018. Seja bem vindo, pois “eu vou lhe usar”!”

1

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *